Como administrador de site, se você estiver configurando o Tableau Bridge pela primeira vez ou atualizando, há um conjunto de recomendações, práticas recomendadas e tarefas de planejamento a ser seguido para otimizar o Bridge para sua organização.

Para obter uma visão geral do Bridge, consulte Usar o Bridge para manter os dados atualizados.

Antes de implantar o Bridge

Antes de implantar o Bridge, revise as seguintes informações para ajudá-lo, como administrador de site, a entender os diferentes componentes do Bridge, como esses componentes funcionam em conjunto e como eles afetam a implantação do Bridge.

Software do Bridge

O Bridge é um software independente, fornecido sem custo adicional, para usar em conjunto com o Tableau Online. O Bridge é um "thin client" que você instala atrás de um firewall para permitir a conectividade entre dados da rede privada e o Tableau Online.

Na maioria dos casos, você será proprietário da configuração e do gerenciamento de vários clientes, ou pools de clientes, na sua organização. Para obter mais informações, consulte Modelos de gerenciamento.

Versão recomendada

Para aproveitar as últimas atualizações de segurança e recursos, instale sempre a versão mais recente do cliente Bridge na página Lançamentos do Tableau Bridge(O link abre em nova janela). Para obter mais informações, consulte o tópico Instalar o Bridge.

Observações: 

  • Os clientes só podem ser inscritos em um site de cada vez.

  • Não há limite de quantos clientes podem ser inscritos em um site.

Drivers de banco de dados

Para facilitar a conectividade entre os dados da rede privada e o Tableau Online, o Bridge exige que os drivers se comuniquem com alguns bancos de dados. Alguns software de driver são instalados com o cliente. Outros software de driver devem ser baixados e instalados separadamente. Para obter mais informações, consulte a seção Instalar o Bridge no tópico Instalar o Bridge.

Software e hardware recomendados

O Bridge foi projetado para ser dimensionado para mais ou para menos. Ao configurar a implantação do Bridge considere o seguinte:

  • Para um pool de clientes menor, executado em máquinas de especificação superior, cada cliente pode ser dimensionado para executar mais trabalhos de atualização agendados paralelamente.

  • Para um pool de clientes maior, executado em máquinas de especificação inferior, embora cada cliente possa executar menos trabalhos de atualização de modo paralelo, individualmente, eles ainda fornecem alto rendimento e capacidade para o pool como um todo.

Para obter mais informações sobre agrupamento, consulte Capacidade de agrupamento.

Sistemas operacionais e mais

O Bridge pode ser instalado em qualquer versão compatível com o sistema operacional Microsoft Windows.

Apenas um cliente Bridge deve ser instalado por sistema operacional.

  • Microsoft Windows 10 ou posterior, 64 bits
  • Windows Server 2012 ou posterior
  • Processador Intel Pentium 4 ou AMD Opteron ou posterior
  • Memória de 2 GB
  • Espaço livre em disco de, no mínimo, 1,5 GB

Diretrizes adicionais de hardware

A tabela a seguir mostra as diretrizes adicionais de hardware para ambientes virtuais com o Bridge. Essas diretrizes são baseadas no número de atualizações simultâneas que você precisa que cada cliente possa executar paralelamente.

  Atualizações executadas paralelamente por cliente
<=5 <=10
vCPU 4 8
RAM 16 GB 32 GB
NVMe SSD 150 GB 300 GB

Ambientes virtuais

Todos os produtos da Tableau operam em ambientes virtualizados quando configurados com o sistema operacional Windows subjacente adequado e os requisitos mínimos de hardware.

  • Ambientes Citrix (sem streaming)
  • Microsoft Hyper-V
  • Paralelos
  • Vmware
  • Microsoft Azure
  • Amazon EC2

Contas exigidas

Há dois tipos de contas exigidas pela implantação do Bridge: uma conta de serviço do Windows e uma conta do Tableau Online.

Conta de serviços do Windows

Os clientes do Bridge podem operar em um dos dois modos: aplicativo ou serviço. Para executar o cliente no modo Serviço, é necessária uma conta de serviços do Windows. O modo Serviço permite que o cliente seja executado continuamente sem um usuário conectado. O modo Serviço é recomendado para aceitar 1) fontes de dados ou conexões virtuais com conexões em tempo real para dados da rede privada e 2) balanceamento de carga (agrupamento) dos clientes. Para obter mais informações sobre cada modo, consulte Sobre o cliente do Bridge.

Importante: recomendamos que não sejam executados mais do que 10 clientes em uma única conta de serviços do Windows.

Conta do Tableau Online

O Tableau Online autentica o cliente pelo usuário que está conectado e gerenciando o cliente. Portanto, é necessária uma conta de administrador de site do Tableau Online para executar determinadas tarefas de gerenciamento, como adicionar ou remover um cliente de um pool, no cliente e no site do Tableau Online.

É necessária uma das seguintes funções no site para gerenciar o Bridge:

  • Criador do administrador de site
  • Explorador do administrador de site

Observações: 

  • Uma função Creator (Criador) ou Explorer (Explorador) (pode publicar) é necessária para publicar fontes de dados e manter os dados atualizados com o Bridge.
  • Uma função Creator (Criador) ou Explorer (Explorador) (pode publicar) e o Management Add-on são necessários para publicar conexões virtuais e manter os dados atualizados com o Bridge.

Conectividade compatível

Ao planejar sua implantação, como administrador de site, é importante saber a quais dados seus usuários estão se conectando, o tipo de conexões que eles estão usando e como esses tipos de conexão afetam o modo de gerenciamento das fontes de dados ou conexões virtuais.

Tipos de dados

O Tableau Online suporta a conectividade com dados hospedados em uma plataforma na nuvem — dados normalmente acessíveis da internet pública ou fora do firewall. O Bridge deve ser usado para dados acessíveis apenas por uma rede privada (dentro do firewall).

Os dados da rede privada compatíveis com o Bridge se enquadram em três categorias gerais:

  • Dados relacionais – por exemplo, Microsoft SQL Server, MySQL, PostgreSQL, Oracle, Teradata ou, até mesmo, PostgreSQL hospedado no Amazon RDS

  • Dados do arquivo – por exemplo, arquivos de estatística, de texto ou do Microsoft Excel

  • Alguns dados na nuvem (acessíveis apenas em uma rede privada) – os exemplos incluem Redshift, Teradata e Snowflake

Depois que uma conexão com os dados da rede privada é realizada, as informações de conexão são salvas com a fonte de dados do Tableau. O Bridge usa essas informações de conexão para facilitar a conectividade entre os dados da rede privada e o Tableau Online.

Conexões de dados

O Bridge é compatível com fontes de dados ou conexões virtuais que usam conexões entre dados de rede privada e o Tableau Online. Uma fonte de dados ou conexão virtual pode usar um dos dois tipos de conexão:

  • Em tempo real (também conhecida como consulta em tempo real): as fontes de dados criadas para usar conexões em tempo real permitem atualizações em tempo real dos dados. Isso significa que qualquer alteração nos dados subjacentes é refletida, por meio das consultas em tempo real do Bridge, na fonte de dados (ou pasta de trabalho que usa a fonte de dados) publicada no Tableau Online.

  • Extração: as fontes de dados configuradas para usar conexões de extração permitem instantâneos dos dados. Esses instantâneos podem ser atualizados em uma agenda, por meio de atualizações do Bridge Online (antes denominado Recommend) ou Bridge (antigo), para capturar quaisquer alterações nos dados subjacentes. Esses instantâneos são então encaminhados para a fonte de dados (ou pasta de trabalho que usa a fonte de dados) publicada no Tableau Online. Para obter mais informações sobre as agendas, consulte Atualização de dados.

O suporte para esses tipos de conexão depende dos dados aos quais a fonte de dados ou conexão virtual está conectada. O Bridge é compatível com consultas em tempo real para a maioria dos dados relacionais. Para outros dados, incluindo dados do arquivo, apenas as conexões de extração são compatíveis. Para obter mais informações, consulte Exceções do Bridge.

Atualização de dados

O Bridge mantém as fontes de dados ou conexões virtuais atualizadas usando consultas em tempo real e agendas de atualização.

Em fontes de dados ou conexões virtuais configuradas para usar conexões de extração, o Bridge usa agendas de atualização. Há dois tipos de agendas que podem ser criadas pelos proprietários de conteúdo para manter os dados atualizados: Online e Bridge (herdado).

  • As agendas do Online permitem que os proprietários de conteúdos gerenciem fontes de dados do Bridge diretamente no Tableau Online.

    A partir do Bridge 2021.4.3, as fontes de dados baseadas em arquivo podem ser atualizadas usando agendas do Online.

  • As agendas do Bridge (antigo) exigem que um cliente designado realize a atualização. Um cliente pode ser designado para realizar a atualização pelo proprietário da fonte de dados. O proprietário da fonte de dados só pode atribuir uma agenda do Bridge (antigo) a um cliente que já esteja autenticado ou registrado com as próprias credenciais do Tableau Online.

Dependendo do tipo de agenda, diferentes simultaneidades de atualização são compatíveis. Para obter mais informações, consulte Capacidade de agrupamento.

Comparar agendas

A tabela a seguir delineia as principais diferenças entre as agendas do Online e Bridge (herdado) para manter os dados de rede privada atualizados.

  Agenda do Online Agenda do Bridge (antigo)
Tipos de dados compatíveis

Dados relacionais

Dados do arquivo

Dados na nuvem privada

Dados relacionais

Dados do arquivo

Gerenciamento de conteúdo

Proprietário da fonte de dados

Proprietário da conexão virtual

O administrador de site ou proprietário da fonte de dados (dependendo de quem é designado para ser proprietário das tarefas de gerenciamento do cliente)
Gerenciamento de clientes Administrador de site O administrador de site ou proprietário da fonte de dados (dependendo de quem é designado para ser proprietário das tarefas de gerenciamento da fonte de dados)
Agendamento Integrado às agendas do Tableau Online A agenda específica do Bridge que pode ser configurada para atualizar as fontes de dados em 15 e 30 minutos
Suporte ao agrupamento Consultas em tempo real

Atualizações agendadas (para fontes de dados ou conexões virtuais com conexões de extração)
Não suportado
Atualizar a simultaneidade por cliente 10 1
REST API

Opção Executar atualização de extração agora(O link abre em nova janela)

Opção Atualizar fonte de dados agora(O link abre em nova janela)

Não suportado

Acesso e autenticação de dados

Os dados subjacentes aos quais uma fonte de dados ou conexão virtual se conecta, muitas vezes, exigem autenticação. Se a autenticação for necessária, o publicador ou proprietário pode configurar como as credenciais do banco de dados são obtidas.

Para fontes de dados

As opções de configuração de autenticação são: Solicitar usuário ou Senha inserida.

Se a fonte de dados for definida para solicitar usuários, as credenciais do banco de dados não serão armazenadas com a conexão. Isso significa que um usuário que abre a fonte de dados (ou pasta de trabalho que usa a fonte de dados) deve inserir suas próprias credenciais de banco de dados para acessar os dados. Se uma fonte de dados for configurada com a senha inserida, as credenciais do banco de dados serão salvas com a conexão e usadas por qualquer pessoa que acesse a fonte dos dados (ou pasta de trabalho que usa a fonte de dados). Para obter mais informações, consulte Definir credenciais para acessar os dados de trabalho publicados(O link abre em nova janela).

Para conexões virtuais

As credenciais do banco de dados são armazenadas com uma conexão de conexão virtual e usadas por qualquer pessoa que a acessa.

Gerenciamento de conteúdo

Na maioria dos casos, o administrador de site é o proprietário e gerencia os clientes do Bridge. Os proprietários de conteúdo gerenciam sozinhos as fontes de dados ou conexões virtuais para tarefas que vão da publicação à atualização das credenciais do banco de dados e as agendas de atualização.

Observação: em relação a fontes de dados, o Bridge só pode manter os dados atualizados para as fontes de dados publicadas, ou seja, fontes de dados publicadas separadamente das pastas de trabalho. O Bridge não pode manter os dados atualizados em fontes de dados inseridas ou seja, em fontes de dados que estão inseridas em uma pasta de trabalho publicada.

Modelos de gerenciamento

Embora não haja restrições sobre como configurar e gerenciar o Bridge na sua organização, a implantação do Bridge provavelmente se enquadrará em um dos dois modelos de gerenciamento comuns. O modelo de gerenciamento que você usa, como administrador de site, dependerá do tipo de agendas que a implantação do Bridge precisa suportar.

Gerenciamento centralizado

Um modelo de gerenciamento centralizado suporta o pool de clientes e é otimizado para manter os dados, em várias redes privadas, atualizados. Devido ao pooling, as consultas em tempo real e os trabalhos de atualização acontecem em paralelo entre os clientes disponíveis.

Por exemplo, se você tiver 20 atualizações e cinco clientes que estão em execução e disponíveis, espera-se que cada cliente seja alocado para executar quatro trabalhos de atualização.

Usar este modelo significa:

  • Como administrador de site, você configurou e desativou clientes do Bridge conforme necessário.

  • Para os proprietários de conteúdo, isso significa que eles podem 1) ter fluxos de trabalho de publicação ininterruptos que detectam automaticamente se o Bridge é necessário 2) editar ou atualizar as credenciais do banco de dados diretamente do Tableau Online e 3) agendar atualizações diretamente do Tableau Online.

Gerenciamento misto

Um modelo de gerenciamento misto é uma opção se o Bridge facilitar a conectividade para fontes de dados que usam agendas do Bridge (legado). Com esse modelo, além dos benefícios do modelo de gerenciamento centralizado, os clientes "nomeados" ou designados devem ser gerenciados separadamente.

Com esse modelo, o proprietário da fonte de dados e o usuário autenticado e que gerencia o cliente devem ser os mesmos. Portanto, o proprietário do cliente pode ser um dos dois tipos de usuários: proprietário da fonte de dados ou administrador de site.

  • Proprietário da fonte de dados: o proprietário da fonte de dados deve ser o proprietário do cliente se você quiser que ele execute as tarefas de gerenciamento de fontes de dados por conta própria. As tarefas de gerenciamento de fontes de dados incluem atualizar as agendas de atualização e as credenciais do banco de dados que são salvas com o cliente.

  • Proprietário do administrador de site: você deve ser o proprietário do cliente se quiser manter todas as responsabilidades de gerenciamento do cliente. Isso significa que você deve atribuir a propriedade da fonte de dados a si mesmo, tornando-se efetivamente o novo proprietário da fonte de dados. Assim, você será o responsável por todas as tarefas de gerenciamento de fontes de dados associadas à propriedade das fontes de dados.

Observação: Os agendamentos do Bridge (legado) não oferecem suporte a atualizações para conexões virtuais.

Usar este modelo significa:

  • Ao agendar atualizações, as fontes de dados precisam ser atribuídas a um cliente específico. Ao agendar uma atualização, o cliente ficará visível para o proprietário da fonte de dados somente se ele estiver conectado ao próprio cliente na mesma conta do Tableau Online.

  • Se o proprietário da fonte de dados mantiver a propriedade de suas fontes de dados, ele deverá ter a propriedade do gerenciamento do cliente que atualiza essas fontes de dados.

  • Se você, como administrador de site, quiser manter a propriedade do cliente, também deve ter a propriedade das fontes de dados que são atribuídas ao cliente específico.

  • Somente uma atualização pode acontecer por vez para as fontes de dados . Se você precisar de mais atualizações ao mesmo tempo, considere designar clientes adicionais "nomeados" para suportar um tráfego mais alto.

Capacidade de agrupamento

Por padrão, as tarefas de atualização de dados, as consultas em tempo real e as fontes de dados ou conexões virtuais que usam as conexões de extração atualizadas com agendas do Online são distribuídas e têm um balanceamento de carga entre os clientes disponíveis no pool.

Tarefa de atualização de dados Suporte ao agrupamento Capacidade de simultaneidade
Consulta em tempo real Sim 16 consultas em tempo real por cliente
Conexão de extração - Agenda de atualização do Online (anteriormente denominada Recommended) Sim 10 atualizações por cliente (podem ser configuradas)
Conexão de extração - Agenda do Bridge (antigo) Não  1 atualização por cliente

Capacidade de agendamento

Como os clientes Bridge podem ser facilmente conectados e desconectados, você pode aproveitar scripts para agendar a capacidade do Bridge (ou seja, o número de máquinas clientes em execução) antes das cargas de trabalho de atualização de dados antecipadas.

Por exemplo, se os clientes Bridge são executados em máquinas virtuais na AWS, os seguintes recursos da AWS podem ajudar você a começar com o agendamento: 

Tempos limites

As consultas em tempo real têm um limite de tempo limite de 15 minutos. Este limite não é configurável. As atualizações têm um limite de tempo padrão de 24 horas e são configuráveis pelo cliente. Para obter mais informações, consulte Configure um limite de tempo limite para atualizações.

Exceções do Bridge

Existem algumas exceções que você e seus usuários devem saber ao usar a Bridge. A lista a seguir resume algumas dessas exceções.

Implantar Bridge

As etapas para instalar e configurar o Bridge são simples. No entanto, há algumas ações adicionais que você deve realizar antes de prosseguir com a implantação.

Nova implantação do Bridge

Gerenciamento centralizado

Para implantar o Bridge usando o modelo de gerenciamento centralizado, faça o seguinte:

  1. Para cada máquina, faça logon usando sua conta de serviços do Windows e instale o cliente mais recente.

  2. Após a instalação, faça logon no cliente usando as credenciais do administrador de site do Tableau Online para garantir que o cliente esteja em execução no modo Serviço (ativo por padrão).

  3. Abra um navegador, faça logon no Tableau Online usando as credenciais de administrador de site e acesse a página de configurações do Bridge para garantir que:

    1. Os clientes instalados estejam devidamente vinculados ao site.

    2. Os clientes fazem parte do pool de clientes (ativo por padrão para clientes em execução no Bridge 2020.2 e posterior).

  4. Monitore as consultas em tempo real do Bridge usando a exibição administrativa Fontes de dados conectadas do Bridge e atualize os trabalhos na página Trabalhos no Tableau Online.

Gerenciamento misto

Para implantar o Bridge usando o modelo de gerenciamento misto, faça o seguinte:

  1. Para cada máquina, faça logon usando sua conta de serviços do Windows e instale o cliente mais recente.
  2. Após a instalação, faça logon no cliente usando as credenciais do administrador de site do Tableau Online para garantir que o cliente esteja em execução no modo Serviço (ativo por padrão).

  3. Abra um navegador, faça logon no Tableau Online usando as credenciais de administrador de site e acesse a página de configurações do Bridge para garantir que:

    1. Os clientes instalados estejam devidamente registrados no site.
    2. Os clientes fazem parte do pool de clientes (ativo por padrão para clientes em execução no Bridge 2020.2 e posterior).

  4. Para oferecer suporte a fontes de dados que usam agendas do Bridge (legado), siga um destes procedimentos:

    • Se o publicador for proprietário e gerenciar suas próprias fontes de dados, certifique-se de que o proprietário da fonte de dados instale o cliente mais recente na máquina antes que ocorra qualquer publicação de fonte de dados.
    • Se você for o proprietário e gerenciar as fontes de dados e os clientes associados a elas:

      1. Configure outra máquina e cliente para designar para as fontes de dados atualizadas.

      2. Entre no cliente usando suas credenciais de administrador de site do Tableau Online.

      3. Abra um navegador, faça logon no Tableau Online usando as credenciais de administrador de site e acesse a página de configurações do Bridge para garantir que:

        1. Os clientes instalados sejam devidamente reconhecidos e registrados no site.

        2. Os clientes não fazem parte do pool.

      4. Altere a propriedade das fontes de dados publicadas que precisam ser atualizadas com o seu cliente do Bridge.

      5. Depois de alterar a propriedade das fontes de dados, altere o cliente associado à atualização.

      6. Faça logon na máquina que executa o cliente e abra-o.

      7. Para cada nova fonte de dados atribuída ao cliente, insira as credenciais do banco de dados necessárias para o cliente se conectar e atualizar a fonte de dados.

  5. Monitore as consultas em tempo real do Bridge usando a exibição administrativa Tráfego para as fontes de dados conectadas do Bridge e atualize os trabalhos na página Trabalhos no Tableau Online.

Próximas etapas

Depois que você tiver o Bridge configurado e funcionando na sua organização, seus usuários poderão começar a se conectar a dados da rede privada, publicar fontes de dados ou conexões virtuais no Tableau Online e manter os dados atualizados.

Implantação do Bridge existente

Implantação do Bridge 2021.4 (ou versão posterior)

Tal como acontece com as versões anteriores, as melhorias empresariais nesta versão são projetadas para complementar sua implantação existente do Bridge. Tal como acontece com outras implantações, recomendamos as seguintes etapas abaixo.

Etapa 1: adicionar novos clientes do 2021.4 (ou versão posterior) primeiro

As atualizações mais recentes do Bridge incluem mais flexibilidade e controle sobre pools de Bridge, suporte a agendas do Online para fontes de dados baseadas em arquivo e suporte para atualização de dados de rede privada para conexões virtuais. Para obter mais informações sobre as alterações, consulte o seguinte em O que há de novo no Tableau Online:

Observações especiais sobre a versão mais recente: 

  • O suporte para agendamentos online para fontes de dados baseadas em arquivo está disponível com o Bridge 2021.4.3.

  • Por padrão, os sites com pooling configurado antes do Tableau 2021.4 têm clientes atribuídos ao Pool padrão. O domínio do pool padrão não pode ser configurado para acessar uma rede privada específica. Para reduzir o escopo de acesso desse pool e habilitar recursos de agendamento mais avançados, recomendamos que você crie novos pools e os mapeie para domínios específicos. Para obter mais informações, consulte Etapa 2: configurar um pool.

  • Como os pools de ponte são mapeados para e atualizam os dados de domínios específicos, é altamente recomendável que as fontes de dados extraídas que contêm conexões com vários domínios sejam atualizadas de uma das seguintes maneiras:

    • Consolide os locais de dados subjacentes para que as conexões estejam no mesmo domínio
    • Altere o tipo de cada conexão para usar a consulta em tempo real
    • Converta cada conexão a uma fonte de dados
  • Ao usar 1) Tableau Desktop em um Mac, 2) publicar uma fonte de dados baseada em arquivo de um compartilhamento de arquivo de rede do Windows e, em seguida, 3) configurar uma agenda do Online, as atualizações falharão. Se esta fonte de dados baseada em arquivo for um recurso crítico de negócios para sua organização, considere configurar uma agenda do Bridge (legado) em vez disso. Para obter mais informações, consulte Configurar uma agenda do Bridge (herdado).

  • As fontes de dados existentes, incluindo todas as fontes de dados baseadas em arquivo, que já estão configuradas com agendamentos Bridge (herdado) e associadas a clientes específicos, continuarão a funcionar conforme o esperado.Importante: o suporte para programações de Bridge (legado) será removido em uma versão futura. Para garantir uma transição tranquila, recomendamos que você use as agendas de atualização online.

  • Novas consultas em tempo real e fontes de dados de extração que usam as agendas do Online terão como padrão o uso de clientes do 2021.4 (ou versão posterior) e novos recursos.
Etapa 2: criar novos pools, mapear domínios para um pool e atribuir clientes da versão 2021.4 aos pools

Siga os procedimentos descritos em Etapa 2: configurar um pool, Etapa 3: especificar um domínio para um pool e Etapa 4: adicionar clientes a um pool.

Etapa 3: solicitar que os proprietários de fontes de dados convertam as agendas do Bridge (herdado)

Depois de adicionar e executar os clientes do Bridge 2021.4 (ou versão posterior) com sucesso na sua rede, solicite que os proprietários de fontes de dados convertam suas agendas do Bridge (herdado) para usar agendas do Online. Para obter mais informações, consulte Migrar do Bridge (herdado) para agendas do Online.

Importante: recomendamos que os proprietários de fontes de dados iniciem o processo convertendo as agendas de atualização para fontes de dados de extração que sejam menos críticas aos negócios diários. Isso ocorre porque a conversão das agendas do Bridge (herdado) para Online excluirá imediatamente as agendas de atualização existentes.

Etapa 4: atualizar os clientes existentes para o Bridge 2021.4

Atualize todos os clientes existentes para o Bridge 2021.4 (ou versão posterior). Para obter mais informações, consulte Atualizar o Bridge.

Etapa 5: adicionar clientes existentes a um pool

Após a atualização, certifique-se de que os clientes atualizados estejam em execução como um serviço do Windows e, em seguida, adicione-os ao pool. Para obter mais informações, consulte Etapa 4: adicionar clientes a um pool.

(Arquivado) Implantação do Bridge 2020.2-2021.3

As atualizações mais recentes do Bridge incluem melhorias específicas para empresas para fornecer uma melhor redundância em cenários de atualização e ajudar a reduzir a necessidade de gerenciamento das fontes de dados para os administradores de site. Para obter mais informações sobre as alterações, consulte O que há de novo no Tableau Online.

Etapa 1: adicionar novos clientes do 2020.2-2021.3 primeiro

As melhorias corporativas mais recentes foram projetadas para complementar a implantação do Bridge existente. Portanto, o Tableau recomenda que antes de atualizar seus clientes existentes, primeiro adicione novos clientes do 2020.2-2021.3 ao seu ambiente. Para obter mais informações, consulte O que há de novo no Tableau Online.

Observações:

  • Novas fontes de dados de extração que usam as agendas do Online terão como padrão o uso de clientes do 2020.2-2021.3 (ou versão posterior) e novos recursos.

  • As fontes de dados existentes que já estão configuradas em uma agenda (Bridge [antigo]) e associadas a clientes específicos continuarão a funcionar como esperado.

  • Por padrão, novos clientes podem atualizar 10 fontes de dados em paralelo, mas podem ser configurados para atualizar até 100 no arquivo TabBridgeClientConfiguration.txt. Para obter mais informações, consulte Alterar as configurações do cliente do Bridge.

  • Recomendamos que não sejam executados mais do que 10 clientes em uma mesma conta de serviços do Windows.

Etapa 2: solicitar que os proprietários de fontes de dados convertam as agendas de atualização

Depois de adicionar e executar os clientes do 2020.2-2021.3 com sucesso na sua rede, solicite que os proprietários de fontes de dados convertam suas agendas de atualização atuais (Bridge [herdado]) para usar agendas de atualização do Online. Isso se aplica a fontes de dados que se conectam apenas a dados relacionais. Para obter mais informações, consulte Migrar do Bridge (herdado) para agendas do Online.

Importante:

  • Recomendamos que os proprietários de fontes de dados iniciem o processo convertendo as agendas de atualização para fontes de dados de extração que sejam menos críticas aos negócios diários. Isso ocorre porque a conversão das agendas de atualização existentes (Bridge [herdado]) para as agendas do Online excluirá imediatamente as existentes.

  • As agendas para fontes de dados de extração que se conectam a dados do arquivo não podem ser convertidas para usar agendas de atualização integradas. Em vez disso, essas fontes de dados continuarão a usar a agenda (Bridge [herdado]) e o cliente ao que ela está vinculada.

Etapa 3: atualizar os clientes existentes para o Bridge 2020.2-2021.3

Atualize todos os clientes existentes para o Bridge 2020.2-2021.3 Para obter mais informações, consulte Instalar o Bridge.

Etapa 4: adicionar clientes existentes a um pool

Após a atualização, certifique-se de que os clientes atualizados estejam em execução como um serviço do Windows e, em seguida, adicione-os ao pool. Para obter mais informações, consulte Configurar o pool de clientes do Bridge.

Agradecemos seu feedback!