Exportar ou importar um site

É possível provisionar um novo site do Tableau Server ao importar (migrar) as informações de outro site. Para fazer isso, exporte as informações do site existente (o site de origem) para um arquivo. Em seguida, conclua as etapas para verificar e importar essas informações para o site de destino.

Opções de migração de site

É possível migrar um site de qualquer uma dessas maneiras:

  • Para outro site na mesma instância do Tableau Server.

  • Para um site em uma instância diferente do Tableau Server.

  • No Tableau Server no Windows para o Tableau Server no Linux ou vice-versa.

Limitações de migração de site

Quais informações são preservadas na exportação do site

  • O arquivo de exportação preserva as pastas de trabalho, projetos, fontes de dados e usuários. Isso inclui conjuntos de permissões para conteúdo, listas de favoritos do usuário e cotas do site.

  • As exibições personalizadas dos usuários são preservadas; contudo, dependendo do tipo de migração de site, as URLs da exibição personalizada podem ser alteradas de uma forma que detalhem os indicadores do usuário para suas exibições.

  • Ao exportar um site no Tableau Server para importar para outro site no Tableau Server, as agendas de atualizações de assinaturas e de extrações são preservadas.

Quais informações não são preservadas na exportação do site

  • Os dados de utilização, que aparecem nas exibições administrativas do site, não são preservados. Por exemplo, contagens de exibição e fonte de dados, ações de usuários e dados de desempenho.

  • Os trabalhos do processador em segundo plano que estão em andamento enquanto um site está sendo exportado, não serão exportados e exibidos no novo site quando a importação for concluída.

  • Os tokens de acesso OAuth inseridos nas conexões de dados são redefinidos. Para essas fontes de dados, será necessário editar as conexões e autenticar novamente os dados subjacentes.

Preparar os sites de origem e destino

Antes de exportar um site, conclua a lista de verificação a seguir para preparar os dois ambientes. Algumas dessas instruções dependem de se ambos sites estão na mesma instância de servidor ou em separadas instâncias.

Identifique o nó do Tableau Server

Os comandos tsm sites usarão o armazenamento de arquivos local para armazenar os dados de exportação e importação. Se estiver executando um cluster do Tableau com vários nós, execute os comandos tsm sites em um Tableau Server que estiver com o Processador de dados em execução. Para mais informações sobre o processo do processador de dados e os processos que o exigem, consulte Processos do Tableau Server.

Excluir o conteúdo obsoleto

Confira se o site de origem contém apenas o que você quer importar para o novo site. Exclua pastas de trabalho, fontes de dados ou projetos não utilizados.

Remover usuários obsoletos

Confirme se todos os usuários do servidor são licenciados e remova as contas que não são mais utilizadas. Você não pode remover usuários durante o processo de importação, pois, se os dois sites estiverem na mesma instância de servidor, todos os usuários exportados do site de origem sejam importados para o site de destino.

Criar ou identificar o site de destino

Você deve importar um arquivo de site para um site já existente na instância do Tableau Server de destino. Como o processo de importação remove tudo do site de destino que não está incluído no arquivo de importação, recomendamos que a importação seja realizada para um site vazio. Para obter mais informações, consulte Adicionar ou editar sites.

Se o seu site de origem tiver pastas de trabalho que usam fontes de dados publicadas, as conexões de dados nessas pastas de trabalho continuam a referir-se ao nome do site de origem. Para manter essas conexões sem ter que republicar as pastas de trabalho, garanta a correspondência entre os nomes dos sites de destino e origem.

Localizar IDs do site

O comando tsm que você usa para exportar ou importar um site requer um parâmetro que utiliza a ID do site. Você poderá obter a ID do site pela URL quando estiver conectado a um site por meio de um navegador da Web.

Se somente um site existir no servidor, ele é chamado Padrão. Quando estiver conectado ao site Padrão, a URL do navegador será semelhante a:

https://server-name/#/projects

Na URL, a ausência do parâmetro /site indica que é o site Padrão. A ID do site padrão é "Padrão", sem aspas.

Em uma implantação do Tableau Server em vários sites, a URL do navegador inclui #/site/ seguida pela ID do site. A URL a seguir aparece ao navegar até a página Exibições em um site com ID finance:

https://localhost/#/site/finance/views

Verificar o armazenamento de identidades

É possível exportar de e importar para sites que não usem o mesmo tipo de armazenamento de identidades de usuário, mas será necessário modificar os arquivos de mapeamento usados para a importação. Esta etapa, interna ao processo de importação, é descrita em Etapa 3: verificar se as configurações do site estão mapeadas corretamente.

Criar usuários no servidor de destino, se necessário

O processo de importação de site atribui usuários ao site de destino. Se o site de origem for em uma instância do Tableau Server, que não seja o site de destino, será necessário criar usuários no servidor de destino antes de realizar a importação. Se os dois sites estiverem na mesma instância do Tableau Server, o site de destino terá acesso aos usuários existentes e esta etapa pode ser ignorada.

Configurar o servidor de destino para fornecer assinaturas

As assinaturas são importadas, mas é necessário configurar o servidor para fornecê-las. Para obter mais informações, consulte Configurar um site para assinaturas.

Verificar agendas

A página Agendas lista as agendas existentes para atualizações e assinaturas de extração:

Para migrações de um site do Tableau Server para outro, atualizações e assinaturas atribuídas a agendas padrão no site de origem são mapeadas para as mesmas agendas no site de destino. Se o site de origem tem agendas que não existem no site de destino, e este estiver em outra instância do Tableau Server, será necessário criar agendas neste site de destino para as quais as agendas de origem serão mapeadas. É possível editar os arquivos de mapeamento para garantir que isso seja feito da maneira desejada.

Dicas para importação para um destino com menos usuários e agendas

Quando um site de destino tem menos usuários e agendas que um site de origem, a importação de vários para um não é compatível. A melhor forma de resolver isso dependerá dos sites de origem e destino fazerem parte na mesma instância do Tableau Server.

Você pode adotar uma das seguintes abordagens aplicáveis ao caso de uso de migração do site:

  • Remova os usuários ou agendas adicionais do site de origem antes de exportar. Essa é a melhor opção caso os dois sites estejam na mesma instância do servidor.

  • Adicione os usuários ou agendas ausentes ao site de destino antes de começar a importação. Essa opção é a necessária se o site de destino estiver em outra instância do servidor.

  • Adicione usuários ou agendas ausentes ao site de destino no meio do processo de importação e atualize manualmente os arquivos de mapeamento. Essa opção só é válida se os dois sites estiverem na mesma instância.

  • Mapeie manualmente os usuários ou agendas para usuários e agendas diferentes no local de destino durante o processo de importação. Esta opção será necessária se o nome de usuário difere entre os servidores — por exemplo, o usuário exportado chamado adavis@company.com é definido no site de destino como davisa.

Migração de um site

Você deve usar os comandos tsm sites para concluir o processo de migração do site. As etapas abaixo orientam você sobre a exportação de informações do site de origem, o mapeamento das configurações do site e a importação dos arquivos mapeados para o site de destino.

Etapa 1: exportar um site

Na máquina de origem do Tableau Server, digite um comando a seguir:

tsm sites export --site-id <source-siteID> --file <filename>

O Tableau Server deverá estar em execução ao usar o comando export. Durante o processo de exportação, o Tableau Server bloqueia o site que você está exportando.

Por exemplo, para exportar um site com a ID weather-data no arquivo export-file.zip, digite o seguinte:

tsm sites export --site-id weather-data --file export-file

Como padrão, o Tableau Server salva <export-file>.zip para C:\ProgramData\Tableau\Tableau Server\data\tabsvc\files\siteexports. Para obter mais informações, consulte tsm File Paths.

Etapa 2: gerar os arquivos de mapeamento de importação

Para gerar arquivos de importação para o site de destino, você precisa do arquivo .zip criado após as etapas em Etapa 1: exportar um site.

  1. Na máquina de destino do Tableau Server, copie o arquivo .zip exportado para o diretório em que o Tableau Server espera encontrar os arquivos para importação. Por exemplo:

    C:\ProgramData\Tableau\Tableau Server\data\tabsvc\files\siteimports

  2. Verifique se o site de destino já existe no Tableau Server, pois o processo de importação não criará um novo site. Para obter mais informações, consulte Preparar os sites de origem e destino.

  3. Execute o comando a seguir na máquina de destino do Tableau Server (o Tableau Server deve estar em execução):

    tsm sites import --site-id <target-siteID> --file <export-file.zip>

    Este comando gera um conjunto de arquivos .csv que mostram como as configurações do site serão mapeadas para o site de destino. Nas etapas descritas na seção a seguir deste artigo, você confirma esses mapeamentos e os ajusta quando necessário.

    Por padrão, os arquivos .csv são gerados para um diretório mappings criado em siteimports. Por exemplo:

    C:\ProgramData\Tableau\Tableau Server\data\tabsvc\files\siteimports\working\import_<id>_<date-time>\mappings

    Para obter mais informações, consulte tsm File Paths.

Etapa 3: verificar se as configurações do site estão mapeadas corretamente

Os arquivos .csv gerados na seção anterior descrevem como os recursos do site de origem serão atribuídos ao site de destino, quando a importação estiver concluída. Os itens nos arquivos que o Tableau Server não conseguiu mapear, mas que você precisa editar, são indicados por uma série de pontos de interrogação (???). Para concluir o processo de importação, você precisa substituir os pontos de interrogação por atribuições válidas no site de destino.

Importante: alguns requisitos se aplicam aos usuários de mapeamento, agendas e recursos de conteúdo publicado, especialmente quando os sites de origem e destino estão em instâncias do Tableau Server separadas. Para obter mais informações, consulte Preparar os sites de origem e destino em etapas anteriores descritas neste artigo.

Para verificar os arquivos de mapeamento

  1. Navegue até o diretório que contém os arquivos de mapa .csv gerados pelo comando tsm sites import. Como padrão:

    C:\ProgramData\Tableau\Tableau Server\data\tabsvc\files\siteimports\working\import_<id>_<date-time>\mappings

  2. Use seu editor de texto preferido para abrir um dos arquivos .csv no diretório mappings e faça o seguinte.

    1. Confirme se os mapeamentos estão corretos.

    2. Se uma entrada mostrar uma série de pontos de interrogação (???), substitua-os por um valor válido.

      Para obter as descrições da configurações em cada um desses arquivos, use as tabelas em Mapeamento da referência de conteúdo do arquivo mais adiante neste artigo.

    3. Salve as alterações e preserve a formatação do arquivo CSV.

    Repita esse processo para os arquivos .csv remanescentes.

Etapa 4: importar os arquivos mapeados corretamente para o site de destino

Após verificar os mapeamentos do site nos arquivos .csv, importe as configurações para o novo site para concluir o processo de migração.

  1. Execute o comando a seguir na máquina de destino do Tableau Server:

    tsm sites import-verified --import-job-dir <import-id-directory> --site-id <target-siteID>

    Por exemplo:

    tsm sites import-verified --import-job-dir "C:\ProgramData\Tableau\Tableau Server\data\tabsvc\files\siteimports\working\import_ff00_20180102022014457"
    --site-id new-site

  2. Quando a mensagem de sucesso aparecer, entre no novo site e confirme se tudo foi importado conforme o esperado.

Observação: os comandos tsm sites import e tsm sites export podem deixar um site em estado bloqueado se um erro ocorrer. Para desbloquear um site, use o comando tsm sites unlock.

Mapeamento da referência de conteúdo do arquivo

As tabelas a seguir listam as colunas em cada um dos arquivos de mapeamento criados quando o comando tsm site import é executado.

Nome de arquivo CSV: mappingsDomainMapperForGroups

Título da coluna

Pode ser editado?

Descrição

source_name

Não

Um nome de grupo de usuários no site de origem.

source_domain_name

Não

O tipo de armazenamento de identidades do usuário no site de origem: local (no caso de armazenamento de identidades local) ou um nome de domínio (no caso do Active Directory ou armazenamento de identidades externo LDAP).

target_domain_name

Sim*

O tipo de armazenamento de identidades no site de origem: local, no caso de armazenamento de identidades local, ou um nome de domínio (como example.com ou examplo.Ian) no caso do Active Directory ou armazenamento de identidades externo LDAP.

*Para o grupo Todos os usuários, mantenha o valor target_domain_name definido como local, mesmo que o seu servidor de destino esteja configurado para armazenamento de identidades do Active Directory. O grupo Todos os usuários é um grupo de usuários padrão especial que precisa existir em cada Tableau Server.

Nome de arquivo CSV: mappingsScheduleMapper

Título da coluna

Pode ser editado?

Descrição

source_name

Não

Os nomes das agendas de extração ou assinatura padrão e personalizadas no site de origem.

source_scheduled_action_type

Não

O tipo de agenda, Atualizar extração para atualizações de extração ou Inscrições para fornecê-las no site de origem.

target_name

Sim

Os nomes das agendas personalizadas no site de destino. Você pode editar esse valor. Por exemplo, se o nome da agenda é Atualização de sexta no site de origem, você pode renomeá-lo como Atualização de sexta no site de destino.

target_scheduled_action_type

Não*

O tipo de agenda, Atualizar extração para atualizações de extração ou Inscrições para fornecimentos de inscrição no site de destino.

*Se aparecerem pontos de interrogação (???) nesta coluna, substitua-os por Atualizar extração ou Assinaturas, para corresponder à entrada exibida sob source_scheduled_action_type.

Nome de arquivo CSV: mappingsSiteMapper

Título da coluna

Pode ser editado?

Descrição

source_url_namespace

Não

ID do site de origem.

target_url_namespace

Não

A ID do site de destino.

Nome de arquivo CSV: mappingsSystemUserNameMapper

Título da coluna

Pode ser editado?

Descrição

source_name

Não

O atributo do nome de um usuário no site de origem.

source_domain_name

Não

O tipo de armazenamento de identidades no site de origem: local (para armazenamento de identidades local), um nome de domínio (para armazenamento de identidades no Active Directory ou LDAP) ou externo.

target_name

Sim

O atributo de nome de usuário que será atribuído ao site de destino na importação.

Confirme se todos os nomes de usuário na lista estão no servidor de destino e substitua os pontos de interrogação (???) pelos nomes de usuário existentes no servidor de destino.

Não é possível criar nomes de usuário adicionando linhas ao arquivo CSV. Da mesma forma, não é possível remover nomes excluindo linhas.

É possível editar um nome de usuário na coluna target_name para ficar diferente do nome de usuário correspondente na origem, visto que o usuário já existe no servidor de destino usando esse outro nome.

Por exemplo, um usuário pode ter um valor source_name de agarcia@company.com e um valor target_name de ashleygarcia@company.com.

É possível mapear um usuário do site de origem para somente um nome de usuário no site de destino.

target_domain_name

Sim

O tipo de armazenamento de identidades do usuário no site de destino: local (no caso de armazenamento de identidades local) ou um nome de domínio (no caso do Active Directory ou armazenamento de identidades externo LDAP).

Nome do arquivo CSV: MappingsScheduleRecurrenceMapperWithAutoCreation

Esse arquivo não exige atualizações.

Agradecemos seu feedback!