Se você mantiver os dados baseados em SQL em uma plataforma de nuvem, poderá usar conexões diretas com esses dados ao publicar pastas de trabalho e fontes de dados no Tableau Online. Ao usar uma conexão direta, você não precisa publicar uma extração estática dos dados. Dependendo do tipo de dados subjacente, você pode determinar como manter os dados atualizados: por meio de uma conexão dinâmica ou de uma extração em um cronograma. Se desejar, opte por exigir as credenciais dos usuários quando abrirem exibições conectadas a esse conteúdo.

Habilitar conexões criptografadas

Criptografar as conexões com o SSL é uma opção para as fontes de dados subjacentes. Você pode habilitar a criptografia SSL para conexões com seus dados SQL hospedados ao criar a conexão no Tableau Desktop. Conclua as etapas a seguir para habilitar conexões criptografadas.

Observação: verifique se o Tableau Online está na lista autorizada do seu provedor de dados (lista de permissões).

  1. No Tableau Desktop, conecte-se aos dados.

  2. Na caixa de diálogo Conexão com o servidor, selecione a caixa de seleção Exigir SSL.

  3. Para PostgreSQL, conexões compatíveis com SQL Server e outras conexões que não têm a opção de incorporar certificados na fonte de dados, clique em OK para concluir.

    Para algumas das conexões compatíveis, o texto vinculado aparece embaixo da caixa de seleção Exigir SSL. Isso indica que é possível especificar um arquivo de certificado alternativo para uso, como um certificado assinado automaticamente.

  4. (Opcional) Use um certificado automático ou outro certificado personalizado para se conectar a este dado com SSL.

    1. Selecione o texto do link que aparece.

    2. Na caixa de diálogo Configurar e usar o certificado SSL, especifique o arquivo .pem do certificado.

      Por exemplo, para conexões MySQL aos dados hospedados no Amazon RDS, aponte para o arquivo de certificado autoassinado da Amazon neste endereço.

Certificados não confiáveis

Se estiver usando certificados que não são confiáveis para o Tableau Online, como certificados autoassinados ou certificados assinados pela CA interna da sua empresa, você pode ter problemas para se conectar do Tableau Online. Tente uma das seguintes soluções:

  • Se o seu conector permitir a incorporação de certificados personalizados, use-o. Esta é a solução descrita acima.
  • Obtenha novos certificados para seu banco de dados que são assinados por uma CA pública confiável.
  • Use o Tableau Bridge, que é o proxy de conexão do Tableau. Você pode configurar seus certificados para serem confiáveis na máquina que executa o Bridge, usando arquivos TDC, arquivos de propriedades ou instalando seus certificados no Windows System Trust Store.

Conectores compatíveis

A lista a seguir inclui o suporte de conexão em tempo real e o suporte de atualização de extração especificamente para os dados baseados em SQL hospedados em uma plataforma de nuvem, como Microsoft Azure.

  • Amazon Athena

  • Amazon Aurora para MySQL

  • Amazon EMR Hadoop Hive

  • Amazon Redshift

  • Azure Synapse Analytics* (compatível com o SQL Server)
    (*anteriormente conhecido como: Azure SQL Data Warehouse, Azure SQL Database)

  • Cloudera (Hive, Impala)

  • Databricks

  • Denodo

  • EXASOL (EXASolution)

  • Google BigQuery, Google Sheets

  • Google Cloud SQL (compatível com MySQL)

    Observação: o Tableau Online não oferece suporte a SSL usando o Google Cloud SQL.

  • Hortonworks Hadoop Hive

  • MapR Hadoop Hive

  • Microsoft SQL Server

  • Conector do MongoDB BI

  • MySQL

  • Oracle

  • PostgreSQL

  • SAP HANA

  • SingleStore (anteriormente MemSQL)

  • Snowflake

  • Spark SQL

  • Presto (Trino)

  • Teradata

  • Vertica

Para obter mais informações sobre os recursos compatíveis por conector, consulte o tópico específico do conector na seção Conectores suportados da Ajuda do usuário do Tableau.

Observação: nem todos os conectores nessa lista são compatíveis com o Tableau Prep Conductor. Para ver a lista de conectores suportados, abra Tableau Prep Builder e expanda o painel Conectar .

Consulte também

Agradecemos seu feedback!