Exemplo de arquivo de configuração

Este artigo fornece um exemplo de arquivo de configuração JSON completo, com entidades gatewaySettings e identityStore especificadas. Além disso, uma chave de configuração define o tempo limite do gateway como 900 segundos.

O arquivo de configuração pode ser diferente dependendo das opções que precisam ser configuradas.

Durante a instalação, é possível definir vários arquivos de configuração .json. Para definir os valores de cada arquivo no Tableau Server, o seguinte comando deve ser executado uma vez para cada arquivo de configuração:

tsm settings import -f path-to-file.json

Depois de definir os arquivos de configuração, execute tsm pending-changes apply para aplicar as alterações a todos os arquivos .json definidos.

{
   "configEntities": {
      "gatewaySettings": {
         "_type": "gatewaySettingsType",
         "port": 80,
         "firewallOpeningEnabled": true,
         "sslRedirectEnabled": true,
         "publicHost": "localhost",
         "publicPort": 80
      },
      "identityStore": {
         "_type": "identityStoreType",
         "type": "local",
         "domain": "example.lan",
         "nickname": "EXAMPLE"
      }
    },
     "configKeys": {
        "gateway.timeout": "900"
     }
}

Entidades e chaves

Como demonstrado no exemplo acima, existem duas classes de parâmetros de configuração: configEntities e configKeys.

configEntities

Alguns tipos de configurações são executadas por meio de conjuntos de entidades mapeados para cenários específicos, como o repositório de identidades e as configurações de gateway. Ao passar um conjunto de configEntities com o comando tsm settings import -f path-to-file.json, TSM valida da configuração. Se os valores passados forem inválidos, o TSM apresentará um erro. Isso permite a realização de alterações durante o processo de configuração em vez de verificar uma falha de configuração durante a inicialização ou o tempo de execução.

As entidades podem ser definidas somente ao incluir um bloco configEntities em um arquivo .json.

Importante: todos os arquivos referenciados em configEntities devem estar no computador local. Não especifique caminhos UNC.

configKeys

As entidades cobrem somente uma pequena parte dos valores de configuração que podem ser definidos. Centenas de chaves correspondem aos parâmetros armazenados em arquivos .yml. O Tableau Server usa esses parâmetros para armazenar todas as informações de configuração para todos os serviços.

As chaves individuais podem ser definidas com o comando tsm configuration. Entretanto, durante a implantação, é mais conveniente configurá-las com outros cenários de configuração em arquivos JSON, como mostrado acima.

Diferente das configEntities, as configKeys não são validadas.

Observação: não é recomendado definir parâmetros não documentados em Opções do tsm configuration set.

Obrigado pelo feedback! Ocorreu um erro ao enviar seu feedback. Tente novamente ou envie-nos uma mensagem..