Os conectores de dados da Web (WDCs) contêm JavaScript, que normalmente se conecta aos dados em outro site. Por isso, os conectores de dados da Web precisam ser testados e verificados antes de serem usados no Tableau Server e pelos usuários como fontes de dados de uma pasta de trabalho.

Este tópico inclui algumas sugestões para o teste e verificação dos conectores de dados da Web.

Examine a origem

O código em um conector de dados da Web está em JavaScript, assim é possível abrir o arquivo (e qualquer arquivo externo usado pelo conector) e examinar o código-fonte.

Muitos conectores fazem referência a bibliotecas JavaScript externas, como a biblioteca jQuery ou as bibliotecas de API para terceiros. Valide que a URL das bibliotecas externas aponta para um local confiável da biblioteca. Por exemplo, se o conector fizer referência à biblioteca jQuery, certifique-se de que ela esteja em um site que é considerado padrão e seguro. Se for prático alterar o código-fonte do conector, utilize o protocolo HTTPS ( (https://) para fazer referência às bibliotecas externas (se o site de origem suportar HTTPS) para ajudar a verificar a autenticidade do site.

Na medida do possível, tente entender o que o código está fazendo. Em particular, tente entender como o código está criando solicitações para os sites externos e quais informações são enviadas na solicitação.

Observação: os programadores de JavaScript experientes, muitas vezes, comprimem (diminuem) o código para reduzir o tamanho do download. Blocos densos de códigos que usam nomes crípiticos de função e variáveis não são incomuns. Embora isto possa dificultar a verificação do código, isso não significa que ele foi escrito para ser deliberadamente difícil de entender.

Teste o conector de dados da Web em um ambiente isolado

Se for possível, teste o conector de dados da Web em um ambiente que seja isolado do seu ambiente de produção e de computadores de usuário. Por exemplo, adicione um conector de dados da Web a uma lista segura em um computador de teste ou máquina virtual que esteja executando uma versão do Tableau Server que não é usada para a produção.

Monitore do tráfego criado pelo conector

Ao testar um conector de dados da Web, use uma ferramenta como Fiddler(O link abre em nova janela), Charles HTTP proxy(O link abre em nova janela) ou Wireshark(O link abre em nova janela) para examinar as solicitações e respostas feitas pelo conector. Tente entender para quais sites o conector faz as solicitações e qual é o conteúdo solicitado. Da mesma forma, analise as respostas e seu conteúdo para garantir que o conector não esteja lendo os dados ou o código que não são diretamente relacionados à finalidade do conector.

Teste o desempenho e o uso do recurso do conector de dados da Web

Ao testar um conector de dados da Web, use as ferramentas para monitorar o uso de memória e de CPU. Lembre-se de que o conector de dados da Web será executado no Tableau Server, que é um ambiente no qual muitos processos já estão sendo executados. Você quer ter certeza de que, quando o conector buscar os dados, ele não causará nenhum impacto no desempenho do servidor.

Verifique se o conector grava no disco. Se gravar, verifique quanto espaço em disco ele ocupa e examine a saída para ter certeza de que você compreende o que está gravando e por quê.

Agradecemos seu feedback!