Filtrar os dados com cuidado

Os filtros são um meio eficaz de limitar a quantidade de dados para análise. Quanto menos dados para analisar, mais rápida será executada a consulta. No Tableau, há uma variedade de maneiras para filtrar seus dados. É possível criar um filtro em uma fonte de dados, implementar um filtro ao criar uma extração e filtrar dimensões, medidas e datas. Você pode criar um filtro de contexto que atua como um filtro independente; dessa forma, qualquer outro filtro definido será um filtro dependente, pois ele processa apenas os dados que passam através do filtro de contexto. Você também pode mostrar um filtro em uma exibição com a qual os usuários podem interagir. Para obter informações sobre quando os filtros são executados, consulte Ordem de operação do Tableau.

Os filtros fornecem uma enorme flexibilidade, mas você deve usá-los com cuidado. Eles podem ser computacionalmente caros, por isso, reduzir o número de filtros pode melhorar o desempenho da pasta de trabalho.

Filtrar os dados na fonte de dados

Ao criar um filtro em uma fonte de dados, você reduz a quantidade de dados na fonte de dados. Para os sistemas que dependem muito de partições ou indexação, os filtros de fonte de dados podem produzir um grande controle sobre o desempenho de consultas emitidas pelo Tableau. Para obter mais informações, consulte Filtrar dados de fontes de dados.

Usar filtros Manter apenas, em vez dos filtros Excluir.

Como os filtros Excluir carregam todos os dados de uma dimensão, eles são executados de forma mais lenta do que os filtros Manter apenas. Para obter mais informações, consulte Seleção para manter ou excluir os pontos de dados na sua exibição(O link abre em nova janela).

Adicionar primeiro os filtros

Se você estiver trabalhando com uma grande quantidade de dados e tiver desativado as atualizações automáticas, pode criar inadvertidamente uma consulta muito lenta ao adicionar filtros à exibição. Em vez de criar a exibição primeiro e depois especificar os filtros, especifique os filtros primeiro e depois arraste os campos para a exibição. Dessa forma, quando você executar a atualização ou ativar as atualizações automáticas, os filtros serão avaliados primeiro.

Usar os filtros de contexto com moderação

Pense em um filtro de contexto como um filtro independente; quaisquer outros filtros definidos processam apenas os dados que passam através do filtro de contexto. Use apenas filtros de contexto quando eles limitarem significativamente o tamanho do conjunto de dados. Se você estiver configurando filtros que reduzem significativamente o tamanho do conjunto de dados e que serão usados em várias exibições de dados, será necessário configurar esses filtros como filtros de contexto. Para obter mais informações, consulte Melhorar o desempenho da exibição com os filtros de contexto. Para obter mais informações sobre como melhorar o desempenho com os filtros de contexto, consulte Agilizar filtros de contexto.

Usar um conjunto para filtrar os dados

Se desejar filtrar uma dimensão para remover membros com base em um intervalo de valores de medida, você deverá criar um conjunto, em vez de usar um filtro quantitativo. Por exemplo, você pode criar um conjunto que retorne apenas os primeiros 50 itens em uma dimensão, em vez de todos os itens em uma dimensão.

Ao criar um grupo de uma seleção, conforme descrito em Agrupar seus dados, certifique-se de incluir somente as colunas de interesse. Cada coluna adicional no conjunto resultará na queda de desempenho.

Agregar os dados usando o SQL personalizado

Como uma alternativa para os filtros, outra forma eficaz de limitar a quantidade de dados para análise é a utilização de SQL personalizado, para agregar medidas antes de inserir os dados no Tableau. Suponha que os dados de avaliação são armazenados em uma tabela do SQL Server, e para a sua análise, você está interessado apenas nos campos de "classificação" e "ID do avaliador". Para pré-agregar os dados, de forma que você insira no Tableau apenas os campos de interesse, é possível usar o seguinte SQL personalizado:

Esta consulta de SQL personalizado reduz a quantidade de dados inseridos no Tableau, pois ela pré-agrega as avaliações e as médias dos valores nas classificações de avaliação.

Filtrar dados de cubo

Veja algumas dicas específicas que se aplicam à filtragem dos dados de cubo.

Filtre em uma dimensão específica

Se seu cubo tiver uma única dimensão grande, você deverá configurar um filtro diretamente nessa dimensão, em vez de configurar um filtro em outra dimensão ou medida. Por exemplo, suponha que você queira reduzir os números de produtos mostrados em uma exibição. É muito mais eficiente configurar o filtro diretamente em Produtos ou criar um conjunto calculado baseado em Produtos (como os 10 primeiros), em vez de filtrar outros campos, como Local ou Lucro.

Além disso, evite selecionar grandes quantidades de membros de uma dimensão grande. Quando a dimensão é grande, mantenha o tamanho do filtro em menos de mil membros.

Crie um conjunto

Ao criar um conjunto de uma seleção, conforme descrito em Criar conjuntos, certifique-se de incluir somente as colunas de interesse na caixa de diálogo Criar conjunto. Cada coluna adicional no grupo resultará na queda de desempenho. Por exemplo, se você criar um conjunto que contenha todas as regiões com vendas entre 8.000 e 15.000, mas incluir uma coluna que não afete os membros do conjunto, notará uma queda de desempenho. Para remover colunas extras, clique com o botão direito do mouse na coluna e selecione Remover esta coluna no menu de contexto.

Não aplique classificações a níveis

Evite aplicar classificações a níveis em uma hierarquia muito ampla em um cubo.

Use o comando Excluir

Se você estiver trabalhando com uma dimensão cujo nível raiz é maior que 1.000, mas menor que 100.000, evite usar a caixa de diálogo Filtro para filtrar os dados. Em vez disso, arraste a dimensão para uma divisória e use o comando Excluir nos menus de contexto do cabeçalho para limitar os dados mostrados na exibição.

Agradecemos seu feedback!